Doação Ovócitos 2017-06-02T15:20:35+00:00

DOAÇÃO OVÓCITOS

Na mulher que os recebe embora com dúvidas e receios, não se deve sentir apenas como uma mera incubadora.

A criança resulta da carga genética da doadora e do pai, existindo por sua vez uma carga emocional enorme e que irá sobressair e que se sobrepõe na maioria das gestações à questão da doação por si só. Esta parte emocional que vai existindo com o passar dos meses de gestação irá promover a ligação dos meios envolventes e do próprio útero como também na troca de proteína e vinculo emocional.

Nestes casos o papel do psicólogo é importante e integrativo, ajudando a mulher infértil a fazer o seu próprio luto e gradualmente restabelecer a sua aceitação de que poderá ser mãe, agarrando a doação como uma possibilidade tão viável como outra, encorajando-a e explicando que a vivência da sua gravidez será preponderante na ligação estabelecida entre mãe-bebé, durante os 9 meses de gravidez.