Intervenção Psicológica 2017-07-11T18:42:45+00:00

INTERVENÇÃO PSICOLÓGICA

Ajudamos os casais desta consulta, na conquista de um tempo e espaço psicossocial de bem-estar favorável ao sucesso do processo de tratamento em infertilidade.

A intervenção psicológica pretende:

Através da sua metodologia especializada oferecer maior apoio e conforto emocional, ajudando a desenvolver estratégias de maior confiança, trabalhando a resiliência permitindo ao casal desenvolver melhor a sua capacidade de análise transformando toda a energia de um problema, numa solução criativa, superando a situação vivenciada, diminuindo o impacto dos factores psicológicos envolvidos na infertilidade.

A Psicofértil prevê na sua intervenção psicológica um modelo específico face ao acompanhamento dos casais, pelo facto de hoje em dia reconhecer-se que tanto as disfunções reprodutivas como a desadequação emocional vivenciada encontram-se bastante implicadas na infertilidade.

Consideramos complementarmente que esta intervenção psicológica assume maior vantagem junto do trabalho de uma equipa multidisciplinar, não só na melhoria da abordagem terapêutica como na sua adequação, tendo em vista o alcance dos melhores resultados obtidos tanto na adaptação do casal como na recuperação face aos tratamentos de infertilidade.

Quanto aos benefícios da intervenção psicológica em infertilidade, os mesmo têm sido demonstrados pela sua eficácia quanto à taxa de sucesso, no ciclo de tratamentos, ao nível do ajuste das necessidades do casal, permitindo maior apoio e confiança emocional, determinante na redução dos sintomas emocionais, como na avaliação de estilos de vida não tão saudáveis, promovendo o equilíbrio mente-corpo face ao bem-estar e qualidade de vida do casal, tendo em vista o sucesso da gravidez tão desejada.

Apesar das diferenciadas metodologias utilizadas na intervenção psicológica na Reprodução Assistida o objectivo básico de qualquer uma delas é assegurar a compreensão de todas as opções de tratamento e suas fases, receber apoio emocional, e adquirir formas saudáveis de lidar com as consequências da experiência da infertilidade, aliviando os sintomas já existentes.

Para ajudar a enfrentar melhor a crise vital vivenciada por estes casais que recorrem às consultas de infertilidade e para garantir o maior equilíbrio emocional, a PsicoFértil apresenta uma metodologia de intervenção adequada na área da infertilidade.

Este modelo de intervenção proposta pela PsicoFértil poderá ser direccionada ao casal ou individualmente, focando-se no objectivo da prevenção quanto ao aparecimento de desordens psicossomáticas, mantendo uma maior esperança e optimismo no tratamento, ajudando os casais a alcançarem com êxito os seus objectivos pessoais: serem pais.

Para facilitar o acesso de todos os casais a um serviço de aconselhamento a PsicoFértil propõe o apoio psicológico em Infertilidade, através da implementação de um programa que sugere um modelo de intervenção psicológica com metodologias e técnicas específicas, ajustado às necessidades do casal, privilegiando a sua qualidade de vida.

Em resposta às dificuldades sentidas, vivenciadas e enfrentadas na procura da fertilidade, este programa propõe atender as necessidades psicoemocionais daqueles que desejam tornarem-se pais, porém sem sucesso até ao momento.

O programa apresentado pela PsicoFértil encontra-se assente na resiliência individual sobre a diferente forma de lidar com a infertilidade e de como a mesma é sentida pelos casais.

O trabalho de uma equipa multidisciplinar especializada, é importante, na melhoria da abordagem terapêutica, para que de forma mais adequada e conseguida permita alcançar melhores resultados na recuperação e adaptação face aos tratamentos de infertilidade.

Através da intervenção psicológica proposta pela PsicoFértil, os casais sentem-se mais compreendidos, apoiados e seguros desenvolvendo uma atitude mais positiva e equilibrada perante todo o processo de tratamento, promovendo maior confiança, auto-estima, ajudando a diminuírem sintomas de ansiedade, stress, angústia, culpa e depressão.